Ana Spagnuolo e Marcos Ribeiro, do escritório Arquitetura 8 utilizaram uma paleta de cores neutra pontuada por tons vibrantes para criar um décor sem modismo, mas com muita personalidade

Texto: Fernanda Oliveira
Fotos: J. Vilhora

 

O projeto para a residência de 335 m2 desenvolvido pelos arquitetos Ana Spagnuolo e Marcos Ribeiro, do escritório Arquitetura 8 situado em Santo André, na Região Metropolitana de São Paulo, segue a linha atemporal, já que os proprietários não têm planos de se mudarem em um curto espaço de tempo. Apostando nesse princípio, os profissionais apostaram em ambientes que não pedem mudanças constantes para acompanhar novas tendências.

A principal preocupação dos arquitetos foi criar um lar que refletisse a personalidade dos proprietários e, é claro, atendesse os pedidos feitos por eles. Segundo Ana e Marcos, os clientes – um engenheiro e uma funcionária pública sem filhos – são muito dinâmicos, adoram curtir a casa, tendo o costume de receber amigos para jantar, e são apaixonados por atividades físicas.

Os profissionais tiveram liberdade para desenvolver o projeto, entretanto, tudo foi acompanhado de perto pelo casal de proprietários. “Logo que compraram a casa, já tinham em mente as alterações arquitetônicas que queriam fazer, mas nos deram liberdade para trabalharmos a decoração. Todas as decisões foram tomadas em conjunto e os acabamentos escolhidos um a um”, explicam os profissionais.

Eles adicionam que também foram feitas solicitações bastante específicas. Por exemplo, na cozinha, os clientes queriam bastante espaço e eletrodomésticos modernos; o closet deveria ser o mais amplo possível; e cada um deles deveria ter o seu próprio banheiro. Considerando esses aspectos, os arquitetos criaram ambientes sofisticados e cheios de personalidade.

DETALHES GARANTEM PERSONALIDADE AOS AMBIENTES

Logo na entrada, Ana e Marcos apostaram em um elemento que garante personalidade à área. Eles criaram uma parede divisória com movimento utilizando o produto Synus da Castelatto, que delimita a área de ingresso à propriedade e, ao mesmo tempo, garante integração com o espaço de convívio social.

J.Vilhora_2875

 

Passando por essa divisória, adentra-se à sala de estar que está totalmente interligada às outras áreas de convívio. A paleta de cores tem como base tonalidades neutras. “Escolhemos tons neutros para que, em cada período do ano, o casal possa reciclar a decoração sem alterar a base, que é o maior investimento.”

J.Vilhora_2988

 

Para garantir vivacidade, os arquitetos usaram detalhes na cor laranja-queimado. “É uma tonalidade mais quente que acentua o aconchego do projeto. Além disso, como optamos por realizar algo bem personalizado, elegemos o laranja por expressar bem a energia dos clientes”, detalham.

J.Vilhora_3000

 

A mesma paleta de cores foi utilizada no lavabo garantindo unidade visual a toda a área social.

J.Vilhora_2893

 

Vale destacar também a sala de jantar que ganhou um ar descolado com os quadros dispostos no chão e apoiados na parede, não sendo, portanto, pendurados. “É uma solução mais descontraída. O casal não tem filhos, o que nos permitiu adotar essa ideia”, justificam.

J.Vilhora_2967

 

Além do laranja-queimado, foi utilizado o amarelo que pincela o escritório, onde predominam tons neutros. “Queríamos algo mais marcante neste ambiente, cores como o amarelo e o laranja entram em detalhes e nos permitem estimular o usuário. A cliente passa horas e horas desenvolvendo relatórios e nossa intenção não era deixar o espaço monótono.”

J.Vilhora_2783

 


FUNCIONAL, PRÁTICO E BONITO

A residência conta com uma área de serviço bastante ampla, que recebeu móveis sob medida garantindo praticidade. “O tamanho nos permitiu organizar e setorizar o ambiente. Por exemplo, há espaço para guardar malas, dispor produtos de limpeza, separar roupas lavadas e passadas e organizar materiais do carro e ferramentas. Dessa forma, tudo está a mão sem dificuldade e ainda há área livre para a circulação.”

J.Vilhora_3025

Na cozinha, Ana e Marcos retomaram a ideia empregada nos ambientes sociais: paleta de cores neutra pontuada por cores vibrantes. Assim, o branco usado como base recebeu diferentes cores em detalhes, por exemplo, o vermelho de alguns utensílios e eletro domésticos e o azul pastel de objetos decorativos e partes dos armários, como nichos e gavetas. O papel de parede ainda garante textura diferenciada ao visual do espaço.

J.Vilhora_2831

 


A NEUTRALIDADE É MARCA DO DÉCOR

 

A ideia para o décor do quarto foi desenvolvida considerando o design e o material da cabeceira da cama, que a cliente já havia adquirido. Em fibra, ela remete a um clima de descanso e relaxamento. Por isso, os arquitetos seguiram essa linha optando por itens em tons de bege e azul-claro e recursos de linhas delicadas, como as dos papel de parede.

J.Vilhora_2735

 

O closet de visual totalmente clean é marcado pela amplitude. “Transformamos a terceira suíte do apartamento no closet. Toda mulher precisa de muito espaço. Optamos por aproveitar o máximo possível de área para os armários. Além disso, criamos uma ilha central para guardar acessórios, relógios e joias, e alguns nichos para cremes e maquiagem.”

J.Vilhora_2762

 

Como comentado inicialmente, a propriedade conta com um banheiro para o marido e um para a esposa, assim, os arquitetos puderam criar ambientes que seguissem as preferências pessoais de cada um deles. “Ela gosta de tonalidades mais neutras e ele adora preto. Optamos por utilizar essas cores em destaque nos revestimentos com seixos da Pazinato. Ele leva toda a energia de relaxamento das pedras e ainda dá uma ‘cara’ de spa aos espaços”, finalizam Ana e Marcos.

J.Vilhora_2754

J.Vilhora_2817

 


J.Vilhora_1441
Ana Spagnuolo e Marcos Ribeiro

Arquitetura 8
(11) 4427-5776
www.arquitetura8.com.br

 

 

 

 

 

 

 


PLinha


 

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here